(Português do Brasil) HRAC-USP completa 54 anos com foco na formação e participação em iniciativas globais para o tratamento

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese.

Além de iniciar três novos cursos em 2021 e ser campo para os alunos de Medicina, Hospital participa de ações internacionais para o tratamento em tempos de covid-19; cerimônia on-line e atividades celebraram o aniversário da instituição no dia 24/06

O foco na formação e especialização de profissionais da saúde, bem como a participação em iniciativas globais que visam soluções para a assistência aos pacientes e a segurança em cirurgias em tempos de covid-19, marcam o momento atual do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da USP em Bauru, que completou 54 anos de atuação no dia 24/06/2021, com uma programação especial. Cerimônia on-line, homenagem à equipe, entrega de bonecos com fissura labiopalatina e ação de conscientização sobre o tema fizeram parte das atividades.

“Esta é uma data muito importante para agradecermos e valorizarmos o trabalho e dedicação de cada profissional e servidor que contribui, no dia a dia, com a excelência e grandeza de nossa instituição, e também daqueles que nos antecederam e ajudaram a construir essa história de sucesso. É preciso mencionar ainda os milhares de pacientes e familiares, que nos confiam seu tratamento e reabilitação, e os alunos e residentes, que aqui buscam sua formação e especialização profissional”, assinalou o professor Carlos Ferreira dos Santos, superintendente do HRAC-USP e diretor da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB-USP).

“Mesmo diante de todas as adversidades, limitações e perdas irreparáveis que a pandemia trouxe, o HRAC-USP se manteve atuante durante todo esse período e com importantes conquistas e contribuições, tanto na área assistencial como em ensino e pesquisa”, completou o dirigente.

Cerimônia on-line
Às 8h do dia 24/06, uma solenidade on-line, voltada a toda a comunidade do campus USP-Bauru, pacientes e familiares, celebrou o aniversário do Hospital, sendo um momento de agradecimento a todos aqueles que já contribuíram e aos que contribuem hoje com a nobre missão de reabilitar e transformar vidas.

A cerimônia contou com a participação e pronunciamento dos professores Carlos Ferreira dos Santos, superintendente do HRAC-USP e diretor da FOB-USP; Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado, pró-reitora de Cultura e Extensão Universitária da USP, superintendente do HRAC na gestão 2016-2018 e diretora da FOB de 2014 a 2018; Guilherme dos Reis Pereira Janson, superintendente substituto do HRAC e vice-diretor da FOB; Thais Marchini de Oliveira, vice-prefeita do Campus USP de Bauru, docente da Disciplina de Odontopediatria da FOB e do Programa de Pós-Graduação do HRAC (e especialista em Endodontia pelo HRAC); e da Dra. Maria Irene Bachega, enfermeira, ouvidora, presidente do Grupo de Humanização e servidora do HRAC há quase 44 anos. A solenidade foi transmitida pelo YouTube e está disponível em https://youtu.be/IWKS3uSn2qs.

Homenagem e atividades
Após a cerimônia on-line, os profissionais, pesquisadores, colaboradores e alunos do HRAC-USP foram homenageados com a entrega de cookies recheados e uma mensagem, em uma iniciativa do Grupo de Humanização do Hospital em parceria com a ONG Smile Train.

Na sequência, residentes de Serviço Social do HRAC-USP realizaram atividade de conscientização nas salas de espera do Hospital, levando informações sobre o Dia Municipal da Pessoa com Fissura Labiopalatina (comemorado em 24 de junho, data de fundação do HRAC-USP) e sobre a história da instituição. Essa ação ocorreu durante toda a semana de 21 a 24/06.

Ainda no dia 24/06, a equipe do Serviço Social, em conjunto com membros do Grupo de Humanização e do Serviço de Educação e Terapia Ocupacional, distribuíram aos pacientes e familiares bonecos de tecido com fissura labiopalatina, confeccionados pela enfermeira aposentada Isabel Lisboa e doados por meio da Sociedade de Promoção Social do Fissurado Lábio-Palatal (Profis).

Neste mês de aniversário, o HRAC-USP também é homenageado pela Smile Train com uma placa em reconhecimento ao “seu compromisso em ajudar as pessoas nascidas com fissura labiopalatina”. Veja mais fotos das atividades no Facebook e Instagram do HRAC-USP.

Campo para a Medicina e novos cursos
O HRAC-USP já serve de campo para a formação dos estudantes de graduação do Curso de Medicina da FOB-USP, que participam de atividades curriculares em áreas como Craniofacial, Pediatria e Otorrinolaringologia do Hospital, sob a supervisão de docentes do Curso que também são médicos do HRAC-USP.

Em 2021, o HRAC-USP passou a ofertar três cursos inéditos de pós-graduação lato sensu: a Residência Médica em Anestesiologia (com duas vagas); a Prática Profissionalizante em Fissura Labiopalatina e Anomalias Craniofaciais Associadas (cinco vagas); e a Prática Profissionalizante em Metodologias de Ensino, Pesquisa e Aprendizagem em Cirurgia Craniofacial (uma vaga).

Com bolsas de estudo concedidas pela Smile Train (instituição parceira do Hospital) e administradas pela Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo (FUSP), os três novos cursos incrementarão ainda mais a contribuição da instituição para a formação de profissionais da saúde especializados para atuação em todo o país.

Soluções para o tratamento
O HRAC-USP participa, desde setembro de 2020, a convite da Smile Train e com apoio da Superintendência, de uma iniciativa global que tem o objetivo de propor soluções para o tratamento integral da fissura labiopalatina em tempos de covid-19, chamada Solutions for Comprehensive Cleft Care – S4CCC (Soluções para o Tratamento Integral das Fissuras).

Promovida pelo Circle of Cleft Professionals (CoCP) – uma rede mundial de profissionais, líderes e organizações da área –, a iniciativa contou com uma série de reuniões de grupos interdisciplinares e com uma conferência on-line, realizada em junho de 2021, para apresentação das proposições e discussões, com a participação de profissionais do HRAC-USP.

Uma das soluções mais discutidas foi a implementação e o aperfeiçoamento das estratégias em telessaúde (uso de recursos e tecnologias da informação e comunicação para atividades a distância relacionadas à saúde). Agora, está em fase de elaboração um documento com as recomendações estabelecidas pelos especialistas.

Segurança em cirurgias
O HRAC-USP também participa de um estudo internacional sobre a covid-19 e a segurança em cirurgias. Chamada CovidSurg Collaborative, a iniciativa é liderada por pesquisadores da Universidade de Birmingham (Inglaterra) e conta com a participação de mais de 142 mil pacientes, 1.600 centros e 120 países.

Essa colaboração internacional já resultou em dois artigos científicos publicados em 2021 que têm pesquisadores do HRAC-USP entre os autores. Um deles foi publicado na revista Anaesthesia – principal periódico da área de Anestesiologia do mundo – e concluiu que, sempre que possível, a cirurgia deve ser adiada por pelo menos sete semanas após a infecção por SARS-CoV-2.

O outro artigo teve publicação pelo British Journal of Surgery – prestigiado periódico de cirurgia da Europa – e demonstrou a importância da priorização da vacinação pré-operatória contra a covid-19 de pacientes que precisam de cirurgia eletiva. Outros trabalhos dessa iniciativa deverão ser publicados nos próximos meses.

Dia da Fissura
Instituído em Bauru por meio da Lei Municipal Nº 6.849/2016, o Dia Municipal da Pessoa com Fissura Labiopalatina tem o objetivo de disseminar informações e sensibilizar a sociedade sobre essa malformação que incide em uma a cada 650 crianças nascidas no Brasil e cujo tratamento integral envolve atuação de equipe interdisciplinar e engloba aspectos funcionais, estéticos e emocionais.

Atualmente, está em tramitação no Senado Federal o Projeto de Lei Nº 6.565/2019, que institui o Dia Nacional de Conscientização sobre a Fissura Labiopalatina, a ser celebrado anualmente no dia 24 de junho. Para votar na consulta pública sobre essa proposição, acesse o site do Senado Federal.

A instituição
Fundado em 24/06/1967, o HRAC-USP é pioneiro em suas áreas de atuação e centro de referência no tratamento e pesquisa das anomalias craniofaciais congênitas, síndromes associadas e deficiências auditivas, com assistência disponibilizada via Sistema Único de Saúde (SUS). O acesso de novos pacientes é por meio da Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross) da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES-SP), a partir de avaliação inicial em unidade básica de saúde.

Reconhecido como hospital de ensino pelos Ministérios da Saúde e da Educação, o HRAC-USP é também um importante núcleo de geração e difusão do conhecimento e inovações, com programa de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado), além de cursos lato sensu e de extensão (residências médicas e multiprofissionais, especializações e práticas profissionalizantes), todos gratuitos.

Nesses 54 anos de atividades, o Hospital registra mais de 122.000 pacientes já atendidos (sendo 52.000 ativos) de todo o Brasil, e já formou cerca de 1.700 mestres, doutores, especialistas e outros profissionais em cursos de extensão universitária.

Assessoria de Imprensa HRAC-USP

Assessoria de Imprensa HRAC-USP