Crescimento e Desenvolvimento Craniofacial • HRB4059

 

DOCENTE RESPONSÁVEL:

Daniela Gamba Garib Carreira

Renato Yassutaka Faria Yaedú

 

NÚMERO DE CRÉDITOS: 2

 

CARGA HORÁRIA:

Teórica
(por semana)
Prática
(por semana)
Estudos
(por semana)
Duração Total
4h 8h 3h 2 semanas 30h

OBJETIVOS:

O desenvolvimento craniofacial é significativamente afetado por malformações congênitas. O objetivo desta disciplina consiste em fornecer ao aluno os elementos básicos para a compreensão do crescimento facial de indivíduos sem malformações e de pacientes com fissuras orofaciais, e, dar subsídios para a aplicação de novas metodologias de estudo, além das já conhecidas, a fim de que sejam elucidados os muitos aspectos ainda não esclarecidos dentro deste campo de conhecimento. 

 

JUSTIFICATIVA:

O conhecimento das bases do crescimento craniofacial normal em humanos é imprescindível para a compreensão dos efeitos das fissuras orofaciais e dos tratamentos adotados para corrigi-las. A amplitude do comando genético e a interação com fatores ambientais explica as possibilidades e limitações dos tratamentos e ajuda a definir a estratégia temporal de sua aplicação. 

A este conhecimento encontram-se atreladas áreas importantes da reabilitação, especialmente a cirurgia plástica reconstrutiva e a reabilitação ortodôntica/ortognática. Outras áreas do processo reabilitador também se beneficiam do conhecimento acerca do crescimento craniofacial como a reabilitação protética extra e intra-oral e a fonoaudiologia, justificando, pois, a introdução desta disciplina no curso de pós-graduação. 

 

CONTEÚDO:

Crescimento pré-natal: embriogênese dos processos faciais: considerações, mecanismo de aparecimento das malformações faciais, palato: formação e época de fechamento, etiopatogenias da fissura de palato 
Crescimento pós-natal: conceito, métodos de estudo, osteogênese, centros de crescimento, equivalentes de crescimento, genética do crescimento craniofacial, efeitos da função sobre o crescimento, teorias do crescimento craniofacial, efeitos do tratamento ortodôntico no crescimento craniofacial, avaliação do crescimento com finalidade ortodôntica/cruzada  
Crescimento craniofacial de pacientes com fissuras: padrão de crescimento em pacientes não operados, padrão de crescimento em pacientes com fissura de lábio, padrão de crescimento em pacientes com fissura de palato, padrão de crescimento em pacientes com fissura de lábio e palato unilateral, padrão de crescimento em pacientes com fissura de lábio e palato bilateral 

 

BIBLIOGRAFIA:

Atack N, Hathorn I, Mars M, Sandy J. Study models of 5 year old children as predictors of surgical outcome in unilateral cleft lip and palate. Eur J Orthod. 1997;19(2):165-70.

Bartzela T, Katsaros C, Shaw WC, Rønning E, Rizell S, Bronkhorst E, Okada TO, Pinheiro FHSL, Dominguez-Gonzalez S, Hagberg C, Semb G, Kuijpers-Jagtman AM. A longitudinal three-center study of dental arch relationship in patients with bilateral cleft lip and palate. Cleft Palate Craniofac J. 2010;47(2):167-74. doi: http://dx.doi.org/10.1597/08-249.1

Bichara LM, Araújo RC, Flores-Mir C, Normando D. Impact of primary palatoplasty on the maxillomandibular sagittal relationship in patients with unilateral cleft lip and palate: a systematic review and meta-analysis. Int J Oral Maxillofac Surg. 2015;44(1):50-6. doi: http://dx.doi.org/10.1016/j.ijom.2014.08.004

Capelozza Filho, L. Diagnóstico em ortodontia. Maringá: Dental Press; 2004.

Capelozza Filho L, Normando AD, Silva Filho OG. Isolated influences of lip and palate surgery on facial growth: comparison of operated and unoperated male adults with UCLP. Cleft Palate Craniofac J. 1996;33(1):51-6. doi:http://dx.doi.org/10.1597/1545-1569(1996)033<0051:IIOLAP>2.3.CO;2

Chiu YT, Liao YF, Chen PK. Initial cleft severity and maxillary growth in patients with complete unilateral cleft lip and palate. Am J Orthod Dentofacial Orthop. 2011;140(2):189-95. doi: http://dx.doi.org/10.1016/j.ajodo.2010.04.033

Enlow DH. Crescimento facial. 3a. ed. São Paulo: Artes Médicas; 1993.

Lee YH, Liao YF. Hard palate-repair technique and facial growth in patients with cleft lip and palate: a systematic review. Br J Oral Maxillofac Surg. 2013;51(8):851-7. doi: http://dx.doi.org/10.1016/j.bjoms.2013.08.012

Mars M, Plint DA, Houston WJ, Bergland O, Semb G. The Goslon Yardstick: a new system of assessing dental arch relationships in children with unilateral clefts of the lip and palate. Cleft Palate J. 1987;24(4):314-22.

Mølsted K, Brattström V, Prahl-Andersen B, Shaw WC, Semb G. The Eurocleft study: intercenter study of treatment outcome in patients with complete cleft lip and palate. Part 3: dental arch relationships. Cleft Palate Craniofac J. 2005;42(1):78-82. doi: http://dx.doi.org/10.1597/02-119.3.1

Ozawa TO, Shaw WC, Katsaros C, Kuijpers-Jagtman AM, Hagberg C, Rønning E, Semb G. A new yardstick for rating dental arch relationship in patients with complete bilateral cleft lip and palate. Cleft Palate Craniofac J. 2011;48(2):167-72. doi: http://dx.doi.org/10.1597/09-122

Semb G. A study of facial growth in patients with unilateral cleft lip and palate treated by the Oslo CLP Team. Cleft Palate Craniofac J. 1991;28(1):1-21; discussion 46-8. doi:http://dx.doi.org/10.1597/1545-1569(1991)028<0001:ASOFGI>2.3.CO;2

Silva Filho OG, Machado FMC, Andrade AC, Souza Freitas JA, Bishara SE. Upper dental arch morphology of adult unoperated complete bilateral cleft lip and palate. Am J Orthod Dentofacial Orthop. 1998;114(2):154-61.

Silva Filho OG, Normando AD, Capelozza Filho L. Mandibular growth in patients with cleft lip and/or cleft palate–the influence of cleft type. Am J Orthod Dentofacial Orthop. 1993;104(3):269-75.

Silva Filho OG, Ramos AL, Abdo RC. The influence of unilateral cleft lip and palate on maxillary dental arch morphology. Angle Orthod. 1992;62(4):283-90. doi: http://dx.doi.org/10.1043/0003-3219(1992)062<0283:TIOUCL>2.0.CO;2

Silva Filho OG, Rosa LA, Lauris RC. Influence of isolated cleft palate and palatoplasty on the face. J Appl Oral Sci. 2007;15(3):199-208. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S1678-77572007000300009

Trindade IEK, Silva Filho OG, coordenadores. Fissuras labiopalatinas: uma abordagem interdisciplinar. São Paulo: Editora Santos; 2007.

Zheng ZW, Fang YM, Lin CX. Isolated influences of surgery repair on maxillofacial growth in complete unilateral cleft lip and palate. J Oral Maxillofac Surg. 2016;74(8):1649-57. doi: http://dx.doi.org/10.1016/j.joms.2016.03.019

 

 

<<< voltar para o índice de Disciplinas

 

Seção de Pós-Graduação HRAC-USP

Horário de atendimento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h30 e das 13h30 às 18h (exceto feriados) | e-mail: secpghrac@usp.br | telefone: (14) 3235-8434 | endereço: rua Sílvio Marchione, 3-20 • Vila Universitária • CEP 17.012-900 • Bauru - SP (piso superior da Unidade I, no corredor acadêmico)