NOTA À IMPRENSA: Protocolo de Intenções para instalação emergencial de 40 leitos no Hospital das Clínicas

No dia 04/05, entendendo a gravidade e urgência do momento, a Reitoria da USP enviou documento à Secretaria de Estado da Saúde autorizando o Estado a instalar emergencialmente 40 leitos no HC; intuito é ajudar e agilizar processo de implantação

Como amplamente noticiado, em 09/04/2020, foi anunciado pelo prefeito municipal Clodoaldo Gazzetta e pelo Dr. Rubens Cury, secretário executivo da Secretaria de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, que a FAMESP fará a gestão dos 40 leitos de atendimento a pacientes de média complexidade (não relacionados à Covid-19) a serem instalados emergencialmente no Hospital das Clínicas (HC) de Bauru – a Unidade 2 do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho) da Universidade de São Paulo (USP). Esses leitos serão retaguarda ao Hospital Estadual de Bauru (HEB), que é a referência para Covid-19 de Bauru e região.

Desde então, a equipe gestora e técnica do HRAC-USP tem recebido constantemente, sem restrições, grupo de profissionais da FAMESP, para levantamentos e definição dos melhores espaços e também das reais necessidades para abrigar esses 40 leitos iniciais.

No último dia 04/05/2020, entendendo a gravidade e urgência do momento, a Reitoria da USP enviou um Protocolo de Intenções ao gabinete da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES-SP), em que a Universidade autoriza o Estado a instalar emergencialmente esses 40 leitos no HC. É importante lembrar que esse Protocolo de Intenções não substitui o Acordo de Cooperação Técnica que precisa ser assinado entre a SES-SP e a Reitoria da USP oportunamente, o que foi estabelecido no decreto de criação do HC de Bauru (Decreto Estadual Nº 63.589/2018). Este é o documento que garantirá o custeio e investimento no HC após esse período inicial.

Além dessa iniciativa com o intuito de ajudar e agilizar esse processo de implantação do HC, a Superintendência do HRAC-USP reitera que a Universidade de São Paulo não tem medido esforços para contribuir com a sociedade – e também com Bauru e região – neste momento terrível que enfrentamos em função da pandemia do novo coronavírus, seja por meio da pesquisa, do diagnóstico ou da assistência em saúde.

Desde o dia 15/04/2020, após habilitação junto ao Instituto Adolfo Lutz (IAL), a Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB-USP) iniciou a realização de testes moleculares para o diagnóstico de Covid-19, contabilizando 600 testes já realizados e possibilitando mais agilidade nos resultados de Bauru e região e o devido encaminhamento e tratamento dos pacientes. O HRAC-USP também disponibilizou 11 leitos da Unidade 1 para o atendimento de pacientes pediátricos não-Covid-19 do HEB, que poderão ser utilizados em caso de necessidade daquele hospital.

Mesmo com o forte propósito de colaborar, a Universidade de São Paulo tem o cuidado de agir diante de fatos concretos e, até o momento (noite de 08/05/2020), a Reitoria da USP ainda não recebeu a formalização do Protocolo de Intenções enviado à SES-SP em 04/05/2020.

Diante disso, a Superintendência do HRAC-USP esclarece que, tão logo ocorra essa formalização, a Direção do Hospital autorizará as visitas solicitadas pelos veículos de comunicação e jornalistas para registro de imagens no local, mediante agendamento.

Cordialmente, 

Superintendência do HRAC-USP
08/05/2020

(Foto: Marcos Santos / Acervo USP Imagens)