Reitor inaugura obras na USP-Bauru nesta quinta-feira, dia 14 de dezembro

Núcleo contemplará estudantes de Medicina, Odontologia e Fonoaudiologia e profissionais da rede pública de saúde |

Nesta quinta-feira, 14 de dezembro, a partir das 9h, a USP-Bauru recebe a visita do reitor da Universidade de São Paulo, professor Marco Antonio Zago, para inauguração de três obras no campus.

As inaugurações são o prédio do Centro Integrado de Pesquisa (CIP II) e a reforma da Clínica de Fonoaudiologia da Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB-USP), e o Núcleo de Educação e Capacitação em Saúde, alocado em bloco do Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais (HRAC/Centrinho-USP), e que contará com equipamentos de simulação de atividades em saúde.

“O Núcleo de Educação e Capacitação em Saúde vem atender não só os alunos de Medicina como também a graduação em Odontologia e Fonoaudiologia. Além disso, irá contemplar os profissionais de saúde da rede pública de Bauru e região, com diversos cursos e atualizações”, destaca a professora Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado, superintendente do HRAC-USP e diretora da FOB-USP.

“Já o CIP II vai complementar o CIP I. São 500 metros quadrados com equipamentos de última geração, para a realização de pesquisa e com acesso de todos, agora de maneira mais ampliada e organizada. Isso com certeza se reverterá, nos próximos anos, em possibilidade de captação de mais recursos. E tivemos ainda a reforma da Clínica de Fonoaudiologia e renovação de equipamentos”, acrescenta.

Para a professora Maria Aparecida, essas conquistas são fruto do trabalho desenvolvido pelo campus da USP-Bauru – FOB, HRAC e a própria Prefeitura do Campus, responsável por gerenciar as obras – e também da forte parceria junto aos órgãos centrais da USP e à Reitoria. “São melhorias, tecnologias e mais infraestrutura que beneficiam todo o campus da USP-Bauru, com reflexos para a sociedade”, assinala a professora.

O médico José Sebastião dos Santos, professor de Cirurgia do Aparelho Digestivo da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP e presidente da Comissão de Implantação do Curso de Medicina do Campus USP de Bauru, informa que o Núcleo de Educação e Capacitação em Saúde está entre os investimentos esperados no plano de desenvolvimento locorregional da implantação dos cursos da área da saúde.

“Parte do desenvolvimento dos cursos da área da saúde e, em particular, o de Medicina, dá-se desde o início na rede de serviços: unidades básicas de saúde, serviços de atenção domiciliar, unidades de pronto atendimento, hospitais de média e elevada complexidade, centrais de regulação, vigilância sanitária e epidemiológica, dentre outros, que compõem o Sistema Único de Saúde. Nesse contexto de interação constante entre a Universidade e o SUS, a educação e a capacitação permanente de docentes, estudantes e profissionais dos serviços são os melhores recursos para diminuir a variabilidade de práticas e de resultados e, portanto, melhorar a relação custo efetividade da atenção à saúde”, salienta.

Segundo o professor José Sebastião, os objetivos do Núcleo de Educação e Capacitação em Saúde do campus USP-Bauru são, portanto, educar os estudantes da área da saúde e capacitar de forma permanente docentes e profissionais dos serviços.

“O Núcleo foi planejado de forma compartilhada entre Universidade e Sistema Único de Saúde, e estruturado pela FOB e Comissão de Implantação do Curso de Medicina. As atividades do Núcleo serão pautadas em função das necessidades dos cursos, docentes, gestores e servidores da saúde. O curso de Medicina o utilizará desde o início do ano letivo. O Núcleo de Educação e Capacitação em Saúde é um bem público que está a serviço das necessidades de formação e aprimoramento profissional daqueles que estudam e trabalham na Universidade e no SUS”, conclui o professor.

Centro de pesquisa e clínica
O Centro Integrado de Pesquisa (CIP II) é um prédio com área de 553,48 m2, com dois pavimentos, e foi construído ao lado do CIP I, com um corredor para ligar os dois prédios. O CIP II deve acomodar cerca de 20 salas e laboratórios, com estrutura planejada para atender diferentes pesquisas.

De acordo com o professor da FOB Rodrigo Cardoso de Oliveira, coordenador do CIP I e responsável pelo CIP II, este novo Centro vai ampliar a área disponível para novos equipamentos e atender melhor os pesquisadores.

“Uma vez que temos uma demanda cada vez maior de pesquisas, o CIP II vai acomodar melhor novos equipamentos, além de proporcionar um ambiente mais integrado entre as diferentes ferramentas. Seu espaço foi planejado de modo a atender várias linhas de pesquisas e necessidades”, ressalta.

Já a reforma da Clínica de Fonoaudiologia da FOB traz adequações e melhorias tanto para as atividades acadêmicas como para o atendimento dos pacientes no local. O prédio tem uma área de 2.369,51 m2, com três pavimentos.

(Assessoria de Imprensa do HRAC-USP / Com informações da Assessoria de Comunicação da PUSP-B)

……………………………………………………………………………………………………..
Fotos: Márcio Antonio da Silva e Tiago Rodella, HRAC-USP