Divisão de Apoio Hospitalar

apoio_hospitalar

Divisão de Apoio Hospitalar oferece suporte, não somente aos diversos setores e serviços do Hospital, como também aos pacientes atendidos em todas as áreas. Estruturada em quatro grandes Serviços (Serviço Social, Nutrição e Dietética, Educação e Terapia Ocupacional, e Prontuário de Paciente), o Apoio Hospitalar é responsável pelo agendamento de pacientes, controle dos prontuários, documentação clínica, assistência social, acompanhamento nutricional, além de atividades terapêuticas, educacionais e de recreação. Sua atuação implica diretamente o acesso e continuidade do tratamento do paciente, seu bem-estar e conforto dentro da instituição, resultando num atendimento mais humanizado para os usuários.

EQUIPE (ver mais)
 

Giovana Rinalde Brandão (Chefe Técnico Divisão)

Maria José Monteiro Benjamin Buffa (Educador)

APOIO ADMINISTRATIVO
Márcia Petenuci Ferrari Tomazini
Rosali Fátima Malaspina Azevedo Silva

EQUIPE  (clique para fechar)

 

Serviço Social (ver mais)

O Serviço Social atua com o objetivo principal de viabilizar o acesso e a continuidade do tratamento de pessoas com anomalias craniofaciais e deficiência auditiva no HRAC, em interface com outras políticas sociais, especialmente as de saúde e assistência social. Seus objetivos específicos são:

• conhecer a realidade social dos usuários, identificando e intervindo nos aspectos sociais, econômicos e culturais relacionados ao processo de reabilitação;
mobilizar recursos comunitários, especialmente no campo da saúde e assistência social, objetivando o atendimento;
viabilizar a efetivação dos direitos de cidadania para os pacientes, com a sua inclusão nas políticas públicas;
auxiliar o paciente na busca de formas de enfrentamento individual e coletivo para as questões sociais que envolvem o processo de reabilitação;
desenvolver práticas participativas de mobilização e organização dos usuários;
fornecer à equipe do HRAC uma visão da realidade socioeconômica e cultural dos usuários, colaborando no processo de reabilitação.
Auxílio para mobilização do Tratamento Fora do Domicílio (TFD), de forma a assegurar o benefício do TFD ao paciente e/ou acompanhante em tratamento no HRAC (passagens e ajuda de custos). 

As principais ações do Serviço Social englobam o atendimento direto (ações socioassistenciais, articulação com a equipe e socioeducativas);  a mobilização, participação e controle social; a investigação, planejamento e gestão; a assessoria, qualificação e formação profissional. 
Sua atuação abarca as diferentes expressões da questão social no âmbito das relações junto a indivíduos, grupos, famílias, comunidades e movimentos/organizações sociais, fortalecendo o exercício da cidadania. 

Desenvolve ainda programas de assistência integrados entre o HRAC e PROFIS, viabilizando para o paciente o acesso e a continuidade do tratamento, com a mediação do Serviço Social.
São atendidos no programa pacientes e acompanhantes que necessitam de alojamento (masculino e feminino), benefício alimentação, benefício medicação, benefício viagem e sala de descanso. 

O Serviço compreende três seções técnicas: Ambulatório, Internação e Projetos Comunitários.

EQUIPE: 

Regina Celia Arruda de Almeida Prado Valentim (Chefe Técnico Serviço)

ASSISTENTE SOCIAL 
Neli Maria Paschoarelli Wada 

APOIO ADMINISTRATIVO
Camila Mariene Fregonese Faria
Jessica Manson do Nascimento
Marilene da Silva Batista
Talita Trevizan Fernandes Ono

Ambulatório (ver mais)

• Acolhimento e atendimento de casos novos, com o objetivo de contribuir no processo de humanização e acolhimento aos casos novos preparando-os para o início e seguimento do tratamento. 
• Atendimento ambulatorial, com plantão social “in loco” e agendamento, buscando atender as demandas sociais dos usuários, prestando assistência e serviços sociais enquanto direito de cidadania.
• Atendimento a gestantes e familiares de bebês com diagnóstico de anomalia craniofacial (ultra-sonografia), oferecendo apoio psicossocial e orientação à gestante e/ou família.

EQUIPE: 

Erica Aparecida Brandão Dolo Fabiano (Chefe Seção Técnica)

ASSISTENTES SOCIAIS
Madalena Aparecida Silva Francelin

Internação (ver mais)

• Integração e dinamização hospitalar (internação, acompanhamento, alta e óbito), objetivando prestar apoio psicossocial e contribuir no processo de integração e humanização durante o período de internação. Atendimentos individuais e grupais, para pacientes e acompanhantes.
• Assistência hospitalar aos usuários, com plantão social “in loco” e emergencial, para atender as demandas sociais dos usuários no período de hospitalização.
Acolhimento e humanização para acompanhantes da Unidade de Cuidados Especiais (UCE) e da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Projeto “Bem Estar”. O objetivo é favorecer a convivência social coletiva, proporcionando acolhimento, integração e humanização durante o período de internação.

EQUIPE: 

Amabile Franceli Pagani Rodrigues (Chefe Seção Técnica)

Projetos Comunitários (ver mais)

• Agentes multiplicadores – Pais coordenadores: O objetivo da ação é capacitar pais e/ou pacientes adultos para atuarem como agentes multiplicadores do HRAC em sua cidade/região de origem, formando um grupo de apoio local aos pacientes e familiares, que oferecem informações e orientações. Hoje são 438 cidades com coordenadores.
• Parceria com Prefeituras Municipais,
mantendo intercâmbio com as prefeituras para viabilizar o encaminhamento de casos, bem como apoio locomoção e designação de representantes do Serviço Social para parceria. Hoje há mais de 3 mil municípios com pacientes atendidos no Hospital.
• Carona Amiga:
O objetivo do programa é propiciar a união das pessoas e racionalização de uso de transporte, agrupando o agendamento dos pacientes por município ou região, de forma a facilitar o processo de reabilitação e organização popular. Nessa perspectiva, facilita-se a obtenção de auxílio locomoção por parte das prefeituras, que atenderia um número maior de usuários. No programa estão cadastrados mais de 500 municípios.
• Capacitação de representantes comunitários, que capacita profissionais dos diversos municípios para atuarem como representantes comunitários, visando apoio no processo de reabilitação.
• Prevenção e intervenção em casos de abandono de tratamento, de maneira a viabilizar o acesso e seguimento do tratamento por parte dos usuários do HRAC, visando sua reabilitação completa.
• Assessoria às associações, núcleos e subsedes do país, objetivando colaborar no processo de capacitação de recursos humanos das associações e núcleos para atuar na reabilitação. Essa assessoria pode ser presencial ou por telessaúde/teleassistência. São 31 associações, 09 núcleos regionais e 03 subsedes.
• Assessoria à Rede Profis (Rede Nacional de Associações de Pais e Portadores de Fissuras Lábio Palatais ver mais), participando das ações de fortalecimento da Rede Profis para congregar, integrar, representar e defender os interesses institucionais de suas associadas. São 31 associações, sendo 21 afiliadas à Rede Profis.
Atendimento social a casos de Bauru e região – Projeto Bauru, prestando acolhimento, atendimento e assistência contínua a casos novos e em seguimento, prevenindo e intervindo nos casos de abandono e/ou interrupção do tratamento.

Serviço Social (clique para fechar)

 

Nutrição e Dietética (ver mais)

O Serviço de Nutrição e Dietética é responsável por promover a avaliação, orientação e cálculos nutricionais pertinentes, de modo a acompanhar e potencializar a evolução do crescimento e desenvolvimento dos pacientes.

Realiza atendimento para pacientes em ambulatório e pacientes internados, de forma individualizada e respeitando suas preferências e o que é permitido em sua dieta.
Elabora cardápios de dietas especiais, enterais, pediátricas e refeições balanceadas. Dividido nas Seções de Nutrição Clínica, Cozinha Geral e Lactário, trabalha para garantir refeições balanceadas para pacientes e acompanhantes, para atender as necessidades de manutenção ou recuperação do estado nutricional.

EQUIPE: 

Emiliana Tieppo Betting (Chefe Técnico Serviço)

APOIO ADMINISTRATIVO
Claudia Carrer Pereira

Nutrição Clínica (ver mais)

EQUIPE:

Eliane Petean Arena (Chefe Seção Técnica)

NUTRICIONISTAS
Emiliana Tieppo Betting
Suely Prieto de Barros

APOIO ADMINISTRATIVO
Suzy Akiko Araki Nagashima

Cozinha Geral e Dietética (ver mais)

EQUIPE:

Rita de Cassia Souto Ferreira (Chefe Seção)

Adelice Xavier Claudino
Cleia Nunes dos Santos
Franciane Aparecida dos Santos
Francisca da Silva Santos
Francisco de Assis Claudino
Geraldo Aparecido da Conceição
Helena Maria Ionta Leandro
Juliana Moraes Ferraz Lima
Lucia Helena Biondo Gomes
Maria Dinorá Motti Branco
Rosemeire Lourenço Alves de Lima
Rosinei Aparecida dos Santos Machado
Solange de Paiva Lima Pinheiro

Lactário (ver mais)

EQUIPE: 

Érica Crivelli Guedes Germano (Chefe Seção)

Angela Maria Domingues
Jeniffer Laís da Cruz
Margarida Narozny Baldim
Marina Costa Moreira
Sandra Geralda Tomazini Devidis
Sebastiana Zelia da Silva
Telma Aparecida Alves Dias Felix

Nutrição e Dietética (clique para fechar)

 

Educação e Terapia Ocupacional (ver mais)

O Serviço de Educação e Terapia Ocupacional desenvolve ações que favorecem a qualificação do tempo em salas de espera e internação, buscam a inclusão social e a melhoria da qualidade de vida dos pacientes.

Para esse fim, o Serviço divide-se nas áreas de Recreação, de Terapia Ocupacional e o Centro Especializado no Desenvolvimento Auditivo (CEDAU)

EQUIPE: 

Marcia Cristina Almendros Fernandes Moraes (Chefe Técnico Serviço)

APOIO ADMINISTRATIVO
Elaine Luiz Massarotto
Leticia Guimarães Ferreira Ramos

EDUCADORES
Andrea Gandolfi Berro
Janaina Luciane Duarte
Katia Fugiwara de Oliveira
Regina Aparecida Correia de Oliveira
Renata Helena Bortoleto

FONOAUDIÓLOGAS
Fernanda de Lourdes Antonio
Mariane Perin da Silva Comerlatto

PSICÓLOGA
Salimar Estilac Sandim Demétrio

TÉCNICOS APOIO EDUCATIVO
Izabela Leme Bueno Trindade
Sheila do Nascimento Garcia
Takemi Fugiwara

Recreação (ver mais)

Para amenizar a tensão própria do ambiente hospitalar e contribuir com a qualidade da estadia do usuário na instituição, a equipe da Recreação desenvolve atividades lúdicas e recreativas de rotina que envolvem brincadeiras, contação de histórias às crianças, artesanato, artes plásticas, dança, música e teatro, além de ações educativas, principalmente em datas comemorativas. 

O resultado é que a recuperação cirúrgica pode ser mais rápida, devido ao papel dos profissionais de buscar a integração e a adaptação do paciente e sua família às diferentes fases de atendimento.

Técnicos de apoio educativo da área de Recreação realizam um trabalho de humanização hospitalar com atividades voltadas aos pacientes e respectivos acompanhantes, tanto no Ambulatório quanto na unidade de Internação. Na rotina, atividades na Brinquedoteca com as crianças, atividades artesanais com as mães na sala de Espera Cirúrgica, atividades teatrais, musicais e de leitura, além de palestras educativas.

A proposta do Serviço, respaldada pela Psicologia, é a de que um trabalho de humanização minimiza o sofrimento e os efeitos negativos advindos do ambiente hospitalar. 

Terapia Ocupacional (ver mais)

A área de Terapia Ocupacional é responsável por elaborar um programa de atividades que envolvem pacientes hospitalizados e familiares.
Para pacientes de longa internação, a intervenção consiste na prevenção de deformidades, desempenho das atividades da vida diária (AVDs), treino das coordenações, posicionamentos adequados, adaptação do ambiente e de equipamentos.
Aos pacientes em alta hospitalar são dadas orientações das AVDs e das atividades da vida prática (AVPs), além dos encaminhamentos para continuidade do atendimento na cidade de origem.  No HRAC, a TO atua em conjunto com a equipe de Fisioterapia.

CEDAU - Centro Especializado no Desenvolvimento Auditivo (ver mais)

O CEDAU atua na educação, habilitação e reabilitação de crianças com deficiência auditiva usuárias de implante coclear ou Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI), buscando a integração da audição às suas vidas e desenvolver sua competência comunicativa por meio da linguagem oral.

O desenvolvimento escolar, afetivo e social também está no foco da equipe reabilitadora, composta por pedagogos, fonoaudiólogos e psicólogos. O trabalho baseia-se na tríade pais-professores-profissionais e, com o envolvimento de todos esses agentes, crianças aprendem a ouvir e a falar, melhorando seu desempenho escolar e social. 

O processo de reabilitação envolve ainda o aconselhamento aos familiares, a inclusão dos participantes no ensino regular e a capacitação dos professores das crianças para que aprendam a lidar com o deficiente auditivo em sala de aula.

Educação e Terapia Ocupacional (clique para fechar)

 

Seção de Documentação Clínica (ver mais)
 

EQUIPE:

Luciandréa de Cássia Pereira (Chefe Seção)

Camila Silva Francisco Conti
Claudia Cristina de Oliveira Souza (apoio – Implante Coclear)
Juliana Cristina Donato
Paula Dijiane Batista da Silva (apoio – Saúde Auditiva)
Roseli dos Santos Cosmo

Seção de Documentação Clínica (clique para fechar)

 

Serviço de Prontuário de Paciente (ver mais)

O Serviço de Prontuário de Paciente tem a finalidade de garantir o atendimento do paciente nos diferentes programas hospitalares.

É esse Serviço que faz o agendamento do paciente desde sua primeira vinda e durante todo o tratamento, recepciona os pacientes e registra seus dados cadastrais, mantém o fluxo de atendimento nas diversas áreas e especialidades do Hospital, garantindo o cumprimento das agendas estabelecidas pelos serviços, além de ser responsável pela guarda e manutenção dos prontuários dos pacientes. O Serviço é, portanto, fundamental no apoio à equipe multidisciplinar para o cumprimento das etapas e condutas terapêuticas estabelecidas pelo HRAC, por meio de análises dos prontuários e documentação clínica dos pacientes. 

O Serviço organiza-se nas Seções de Análise de Prontuário, Recepção e Registro, Agendamento Hospitalar, e Arquivo de Prontuário.

EQUIPE (ver mais)

Ineida Maria Bachega Lopes (Chefe Técnico Serviço)
Antonio Costa Neto
Edson Ellaro

Agendamento Hospitalar

Gláucia Helena Louvison Bigheti (Chefe Seção) 
Amanda Amaral Pereira de Oliveira
Carlos Alberto Rucco Giúdice
Celia Maria Gaspareli de Barros
Celia Regina de Lima
Edenilson Antonio Raimundo
Fabio Hortelan Antonio
Francielle Herculano Bertone
Guilherme de Carvalho Alves Gabriel
Lazinha Aparecida Botelho da Silva
Luciana de Arruda Covolan
Maria Elena Ferreira
Patricia Ferreira Frederico
Peterson Leite Pereira
Rita de Cassia Rocha Dias
Rosana Goularte de Mattos
Roseli Bucci Bortoluci
Rosibel Cristina de Paula Rasi
Taisa Mary Albertini
Vinicius Hirata

Arquivo de Prontuários

Eduardo Virgilio Soares (Chefe Seção) 
Ana Cristina Fracalossi Nassula
Dimas Eduardo Madureira
José Augusto Rubini
Maria Aparecida Rodrigues
Sonia dos Santos
Suzana Lopes Batista
Wallace Ronald das Neves

Recepção e Registro

Flávio Porfírio Conceição (Chefe Seção) 
Alair Fernandes Francisquette
Ana Paula de Oliveira Coutinho
Andherson Yoshio Metorima
Anselmo Freitas da Costa
Antonio Izidoro da Silva
Bruna Maria Calhau Marques da Silva
Carlos Alberto do Prado
Carlos Gustavo Gonçalves Beatrice
Enivaldo de Oliveira Gois
Ilma Sacramento Madeira de Souza
Jonatan da Silva Oliveira
Karen Cristina Carrer Pereira
Marcia Valeria Neto Lourenço Alves
Maria Madalena da Silva
Mirian Yukico Yamamoto Guerreiro
Noziana Aparecida Silva Pinto
Renata Bianconcini Pegoraro Dalio
Rodrigo Luiz de Souza Rodrigues 
Rodrigo Sobral dos Santos 
Rosana Gonzaga
Sandra Cristina Alves dos Santos Oliveira
Sonia Silva do Nascimento
Tiago Formenti Francisco
Vanessa Aparecida da Costa

Análise de Prontuários
Eni Ayako Yamamoto Garcia
Gracy Kelly do Nascimento Bastos Pereira
Hiromi Aline da Silva Dias
Karen Rocha Coelho Garcia
Luiz Gustavo Alves Ferreira
Mariana Araujo Gomes Marcellino
Patricia Garcia
Sandra Barbosa Gomes
Théia Carla Maria Silvério de Paula